28 de abr de 2010

MENTES MOVIDAS À HIPOCRESIA

26 Abril 2010 - 00h30


Brasil:

Fiéis fazem romaria à casa onde sacerdote cumpre prisão domiciliária

População apoia padre pedófilo (COM VÍDEO)





Numa reacção que surpreende quem acompanha o caso, o padre Luiz Marques Barbosa, de 83 anos, detido há uma semana sob a acusação de pedofilia, está a receber forte apoio da comunidade católica de Arapiraca, cidade do estado brasileiro de Alagoas onde foi pároco durante vinte anos e onde os supostos abusos terão ocorrido.
A casa onde devido à idade foi autorizado pela Justiça a cumprir prisão domiciliária é cenário diário de uma verdadeira romaria de fiéis que querem confortar o sacerdote.
Desde o amanhecer, dezenas de pessoas, homens, mulheres e crianças, vão até à habitação, cercada por muros altos e por uma rede electrificada, para expressar solidariedade ao sacerdote.
Rezam com ele e confortam-no.
De acordo com testemunhos, o padre Luiz Barbosa está abatido mas recebe todos e não foge do delicado assunto que o colocou naquela constrangedora situação, assumindo que mantinha uma relação homossexual com o rapaz, ex-acólito, que o denunciou.
Mas nega ter abusado de menores.
"Ele está a ser confortado pelos fiéis porque fez um bom trabalho na Igreja", afirmou a um repórter o comerciante Robson de Paula, ao sair da casa do sacerdote, onde levou até a esposa e a filha, mostrando que o respeito e a quase devoção a Luiz Marques não acabaram.
Uma outra senhora, que não se quis identificar, afirmou que "não compete a nós julgar os pecados dele, quem tem d julgá-lo e, se for o caso, puni-lo, é Deus."

APONTAMENTOS


DONATIVOS DIMINUEM

Segundo a imprensa alemã, o escândalo dos abusos sexuais no seio da Igreja está a causar um abandono em massa de fiéis, sobretudo no estado da Baviera, que se reflecte sobretudo nos donativos à Igreja.

PRESCRIÇÃO DE DELITOS

A ministra alemã da Justiça, Sabine Leutheusser-Schnarrenberger, quer dilatar o prazo de prescrição dos delitos para que as vítimas de abusos disponham de mais tempo para denunciar os suspeitos.
Actualmente a prescrição sucede três anos depois de as vítimas completarem 21 anos.

"RECUPERAR CONFIANÇA"

Bento XVI afirmou ontem que os padres devem "proteger as suas paróquias e recuperar a confiança". O Papa elogiou ainda sacerdotes italianos que denunciaram abusos.

PADRES CASADOS

Segundo a associação das famílias de padres casados há no Brasil sete mil padres com mulher.

FONTE
\/
CORREIO DA MANHÃ